Solistica ao dia

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria.

Solistica ao dia

Fique por dentro dos acontecimentos mais recentes e inovações em nossa indústria

Solistica ao dia

Find out about the latest developments and innovations in our industry

Solistica ao dia

Conoce algunos de nuestros casos de éxito y las soluciones que hemos desarrollado para nuestros clientes

Solistica ao dia

Conheça alguns de nossos casos de sucesso e as soluções que desenvolvemos para nossos clientes

Solistica ao dia

Get to know some of our successful stories and the solutions we have developed for our clients

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria. Fique por dentro dos acontecimentos mais recentes e inovações em nossa indústria Find out about the latest developments and innovations in our industry.
    19 fev 2020

    Administração logística 2020

    logística da indústria
    Compartilhar:

    Atualmente, a prioridade dos fabricantes e atacadistas deve ser sua transformação digital e a adoção de tecnologia que os ajudem a melhorar sua eficiência no curto e longo prazo e a ser competitivos no mercado.

    A cadeia de suprimento desta nova década deve considerar a tecnologia como seu principal recurso para aumentar esforços, resolver problemas comerciais, aproveitar novas oportunidades, criar marcas com base na experiência do cliente e planejar operações com antecedência.

    As soluções tecnológicas de logística 5.0 ou de próxima geração —especialmente a inteligência artificial, a aprendizagem automática, a internet das coisas e o blockchain ou cadeia de blocos— estão fazendo com que as cadeias de suprimento a nível global sejam mais inteligentes, rápidas, sustentáveis e centradas no cliente.

    Previsões para esta década[i]

    A logística nos próximos 10 anos será caracterizada principalmente por estas previsões:

    Previsão 1:

    Espera-se que no final de 2021, metade das cadeias de suprimento manufatureiras dos Estados Unidos invistam em inteligência artificial, o que ajudará a efetividade de seus processos.

    Previsão 2:

    Para 2022 as empresas americanas dedicarão 35 porcento de seu orçamento de serviços logísticos para a automação de processos, principalmente em processos de acompanhamento de pedidos, inventários e remessas.

    Previsão 3:

    Para 2023 os microaplicativos da cadeia de suprimento representarão um terço dos investimentos em tecnologia dos fabricantes e varejistas dos EUA.

     

    Predição 4:

    Também se espera que em 2023 sessenta e cinco porcento das atividades de armazenamento nas companhias norte-americanas utilizem robôs e análises de dados para aumentar sua capacidade e reduzir o tempo de processamento de ordens.

     

    Previsão 5:

    Além disso, estima-se que em 2023 vinte e cinco porcento dos fabricantes norte-americanos utilizem o blockchain para obter peças de reposição, melhorar a precisão das peças e reduzir em 45% os custos de envio.

     

    Previsão 6:

    Por outro lado, nesse mesmo ano espera-se que 60 porcento dos fabricantes de G2000 invistam em automação de processos robóticos com inteligência artificial para assim abordar o déficit de habilidades na cadeia de suprimento.

     

    Previsão 7:

    Para 2024 setenta e cinco porcento das empresas norte-americanas orientadas ao cliente terão desenvolvido a capacidade de personalizar suas cadeias de suprimento, o que aumentará sua participação no mercado.

     

    Embora essas previsões não sejam completamente concretas, elas oferecem um panorama do com que a logística se deparará nos próximos anos.

     

    Como se pode ver, as companhias estão começando a ver a logística não apenas como um processo de entrega, mas também de marketing. As tecnologias que permitam reter e satisfazer o cliente serão as mais usadas nesta década, ou seja, aquelas que cumpram as seguintes funções:

    • Construir marcas baseadas na experiência do cliente. Além de pensar em operações, as companhias deverão entender de marketing e serviço ao cliente; deverão priorizar a experiência do cliente através da marca, velocidade de entrega, visibilidade e transparência.
    • Digitalizar e integrar a cadeia de suprimento. Isto inclui comunicação, documentação, análise e processos de pedido e gestão e inventário.
    • Trabalhar com os fornecedores e parceiros na mesma plataforma, o que facilitará a colaboração em tempo real.
    • Automatizar o processo de documentação investindo em sistemas específicos para esta função.
    • Utilizar métricas, análises, indicadores-chave de desempenho e sugestões vindas da inteligência artificial para prever padrões de compra, identificar motoristas e estimar prazos de entrega. Somente quando todos os dados estão em um só lugar é possível ver as métricas reais.
    • Usar a tecnologia blockchain como plataforma única para rastrear as remessas de ponta a ponta de maneira transparente, de modo que transportadores, portos, operadores logísticos e agentes compartilhem o mesmo portal para atualizar seu status.
    • Investir em infraestrutura e capacitação para aumentar a produtividade e eliminar as manutenções.
    • Implementar uma logística ecológica que integre técnicas de sustentabilidade à estratégia geral. Isto não só ajudará o meio ambiente como também melhorará a reputação corporativa, reduzirá os custos da cadeia de suprimento e aumentará a lealdade do cliente. Algumas estratégias de logística verde são as seguintes:
      • Usar veículos híbridos ou elétricos, ou veículos com sistemas de propulsão alternativos ao diesel como o gás natural liquefeito.
      • Utilizar sistemas de otimização de rotas que fornecem informações sobre cargas e pegada de carbono.
      • Otimizar o transporte através de estratégias de transporte intermodal, logística reversa e backhaul.
      • Usar painéis fotovoltaicos e outros sistemas de energia renovável nos centros logísticos.
      • Comprar matérias primas e componentes com fornecedores locais para minimizar as distâncias de remessa.
      • Avaliar o desempenho ambiental dos fornecedores.

     

    Mesmo que a inteligência artificial permita melhores decisões, a internet das coisas forneça dados que não se tinham e o blockchain ofereça informações mais confiáveis, enquanto não se integrar a cadeia de suprimento e não se utilizar efetivamente os dados, os resultados não serão os melhores.

    Para conseguir isso as companhias podem contratar operadores logísticos, como a Solistica, que compartilha a filosofia de colocar o cliente no centro dos objetivos e das operações logísticas.

     

     

    [i] Segundo a IDC, empresa de investigação de mercados e consultoria

    https://www.logisticsmgmt.com/article/idcs_2020_predictions_for_the_supply_chain_take_a_deep_dive_into_digital_tr

     

     

    Sobre el autor pt-br
    Solistica
    Solistica

    El contenido de esta publicación es brindado por el autor y no representa la posición de la empresa respecto al tema

    Buscador

      Motor de busca

        Search

          Artículos Recientes

          Artigos Recentes

          Recent Articles

          Historias Recientes

          Histórias Recentes

          Recent Stories

          Suscríbete al Blog

          Inscreva-se no nosso blog

          Subscribe to the Blog

          New call-to-action
          Panorama da indústria logística

          Assine aqui!