Transporte aéreo: tudo o que você deve saber para fortalecer sua logística

8 Abril, 2019 Comércio exterior

A logística aérea se converteu em um elemento quase indispensável do comércio exterior tanto pelo alto valor de algumas mercadorias quanto pelo imediatismo de entrega que os clientes finais demandam

O transporte aéreo oferece grandes vantagens no serviço de translado de carga de um país para outro ou dentro de um mesmo país, mas você deve conhecer como opera para avaliar se é um serviço rentável que oferece os maiores benefícios para sua empresa.

O uso deste tipo de transporte funciona melhor para produtos perecíveis ou de valor muito alto, que requerem um reabastecimento rápido e aqueles cujos compradores demandam uma entrega urgente.

Nos últimos anos, o auge do e-commerce aumentou a demanda do serviço aéreo já que os consumidores se tornaram exigentes com os tempos e a segurança das entregas, e sua satisfação se converteu em um elemento de competitividade para as empresas.

 

Quais são suas vantagens e até que ponto pode-se aproveitar?

Por sua natureza como um meio de transporte que encurta as distâncias, o transporte aéreo é ideal para a exportação de certas mercadorias. Entre suas vantagens estão:

  • Rapidez nas entregas. Isto tem um efeito positivo tanto na satisfação do cliente quanto em seus custos financeiros pois garante que as mercadorias de grande valor estejam menos tempo em trânsito e você recupere seu investimento mais cedo.
  • Ampla cobertura e penetração. Torna possível a ligação estratégica com uma rede de empresas aéreas que facilitam o transbordo e garantem que seus produtos cheguem a destinos afastados de portos marítimos.
  • Integridade e segurança de seus embarques. Ao passar menos tempo no translado, sua carga está menos exposta à deterioração, aos danos e às perdas por roubo ou extravio.
  • Simplificação na documentação. Em comparação com o transporte marítimo, a modalidade aérea requer menos processos que são mais simples.

 

No entanto, o transporte aéreo chega até onde o orçamento permite. Uma de suas limitações é seu custo mais elevado, sua menor capacidade de carga se comparado com um navio e os exaustivos requerimentos para o translado de certos produtos ou substâncias consideradas arriscadas.

Por isso é importante que você faça uma análise de custo-benefício para determinar se seus produtos, por seu alto valor, seu potencial de obsolescência ou a exigência de imediatismo de seus clientes, valem pagar mais pelo translado de sua carga em aviões.

 

Como funciona a cadeia logística para o transporte aéreo? 

No transporte aéreo de mercadorias destinadas à importação intervêm diversos atores:

  • Clientes, que podem ser tanto os emissores (ou fornecedores) quanto os destinatários
  • Agências de carga
  • Alfândegas, que tramitam a internação ou saída da carga
  • Empresas de aviação encarregadas pelo translado
  • Fornecedores de serviços de recebimento, armazenamento e transporte terrestre até o destino final

 

Os encarregados pela coordenação de todos eles e pelos serviços que oferecem são as empresas  integradoras ou logísticas, como a Solistica, cuja função principal é ser o interlocutor direto entre o emissor e destinatário e responsável pela eficiência de toda a cadeia logística.  Sua gestão permite simplificar os processos, garantir a integridade da carga e reduzir os prazos de entrega.

 

A cadeia logística aérea inclui estes passos:

  1. Solicitação por parte do emissor para um agente integrador do envio via aérea de sua mercadoria para entregá-la em um mesmo lugar para apenas um destinatário.
  2. Gestão por parte do integrador do transporte terrestre até o aeroporto.
  3. Tramitação dos documentos que se requerem para a exportação.
  4. Entrega desta documentação à administração alfandegária para sua revisão e autorização.
  5. Gestão da carga por parte das agências de handling, as quais se encarregarão dela no terminal de armazenamento e na rampa e depósitos do avião.
  6. Assim que a mercadoria for acomodada nos depósitos de carga da aeronave, passa a ser responsabilidade da empresa aérea durante seu trânsito até sua chegada ao destino final.
  7. Ao chegar, as empresas de handling intervêm novamente, e se encarregam de descarregá-la e transladá-la ao terminal de carga.
  8. Ali, o agente de handling de carga comprova que a mercadoria corresponde ao indicador na documentação.
  9. Logo, um agente alfandegário recebe tal documentação e processa a internação da carga na administração alfandegária.
  10. Finalmente a mercadoria importada é entregue ao destinatário para que seja distribuída a seu consumidor final.

 

Logística de porta a porta

Por último, e para que você tenha clareza do tipo de serviço aéreo que deve contratar, é importante diferenciar entre o que representa uma carga aérea e o que é um pacote, o que é especialmente útil para as empresas que se dedicam ao comércio eletrônico.

Quando a distribuição de um produto requer o uso de diferentes meios de transporte intervêm diferentes códigos legais que o chamarão de diferentes modos, ainda que se trate da mesma carga.

Segundo as leis mexicanas e os enquadramentos jurídicos internacionais, um pacote é aquela carga que não ultrapassa os 31,5 quilos de peso e é transladado por via terrestre sob o amparo de uma carta porte ou guia de serviço. Assim que se utiliza um avião para seu transporte é considerado carga aérea e será amparado por uma guia aérea. Quando volta a estar em terra e se transporta em caminhonetes ou caminhões, volta a ser um pacote.

A combinação destes dois serviços é conhecida como logística multimodal e é o que integra uma cadeia logística de porta a porta, ou seja desde que o emissor confia a carga a uma empresa logística até que chega ao destinatário final.

A complexidade dos processos da logística aérea, que incluem tanto a gestão da mercadoria para garantir sua integridade e entrega a tempo quanto a tramitação das autorizações de exportações e importação requeridas, demanda que você busque um aliado que te dê soluções personalizadas.

A Solistica te oferece uma gama de serviços, incluindo o transporte multimodal, que responderão a suas necessidades e te garantirão a eficiência de sua cadeia de abastecimento e a competitividade para sua empresa. 

Mais sobre Comércio exterior

Por que eu preciso de uma nota de remessa?

Você está começando no mundo das importações e exportações? Você precisa saber tudo sobre este documento!

Cross Border Mx/EUA, uma estratégia para facilitar o intercâmbio comercial

A fronteira México-EUA é o cenário de um dos fluxos comerciais de ida e volta mais constantes e abundantes do mundo.

Como ser agente de carga no México e nos EUA

As empresas precisam de serviços confiáveis e eficientes que transportem bem e a tempo, desde e para suas localizações, tanto para transportar suas matérias primas como seus produtos acabados. Portanto, o envio e recebimento de carregamentos é uma parte vital dos negócios.

Publicações mais recentes

Solistica, na vanguarda da logística para a indústria veterinária no Brasil

A logística, motor do crescimento da indústria veterinária no Brasil.

Por que eu preciso de uma nota de remessa?

Você está começando no mundo das importações e exportações? Você precisa saber tudo sobre este documento!

Microcentros de distribuição de última milha

A indústria de retail está passando por uma verdadeira revolução, acelerada pela pandemia, na qual o crescimento do volume de entregas de compras online é acompanhado pela demanda de prazos de entrega cada vez mais curtos, informações detalhadas sobre a hora exata da entrega, e canais eficientes para a gestão de devoluções.