Solistica ao dia

Aparelhos hightech como computadores, smartphones, tablets, roteadores, comutadores marcam, sem dúvida, uma vantagem competitiva; no entanto, por trás destas ferramentas, existem cadeias de suprimento complexas - especialmente em termos de riscos, regulações internacionais, adequação de peças e administração de matérias-primas e abastecimento - caracterizadas pela necessidade de precisão, velocidade e métricas constantes.

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria
    14 nov 2019

    Os desafios da logística nas grandes companhias de hightech

    Logistics supply chain optimization by industry
    Compartilhar:

    Aparelhos hightech como computadores, smartphones, tablets, roteadores, comutadores marcam, sem dúvida, uma vantagem competitiva; no entanto, por trás destas ferramentas, existem cadeias de suprimento complexas - especialmente em termos de riscos, regulações internacionais, adequação de peças e administração de matérias-primas e abastecimento - caracterizadas pela necessidade de precisão, velocidade e métricas constantes.

    Geralmente as companhias de hightech e hardware veem-se obrigadas a administrar efetivamente seus custos, minimizar ao máximo o tempo de comercialização (time to market), otimizar os processos logísticos e garantir o retorno do investimento, sobretudo quando investiram em grandes projetos de infraestrutura, desenvolvimento e investigação.

    Os desafios enfrentados por esta indústria derivam-se das mudanças que surgiram no mercado, principalmente a inovação de produtos, a atenção omnicanal e a lealdade à marca.

    Quanto a inovação de produto, esta cresceu dramaticamente com o fim de satisfazer as necessidades tão diversas dos consumidores. Agora, por exemplo, é comum que as companhias tecnológicas lancem no mercado mais de sete produtos —novos ou melhorados— ao mês.

    Da mesma maneira, a necessidade de cuidados omnicanal tem aproximado as companhias a vender e apoiar seus clientes 24 horas por dia, sete dias por semana, bem como fazer suas entregas o mais rapidamente possível, o que resultou em mudanças nas estratégias de inventário, por exemplo, o cumprimento desde a loja.

    Por outro lado, a lealdade à marca evoluiu já que agora os clientes não são totalmente fiéis a uma companhia como eram antes. Atualmente, eles estão inclinados a provar novas marcas que oferecem melhores produtos e escolher aquelas que lhes proporcionem experiências excepcionais.

    Estas tendências industriais impactam as cadeias de suprimento das companhias tecnológicas de várias maneiras:

    • Logística receptiva:

    As cadeias de suprimento baseiam-se na demanda dos clientes, razão pela que estas devem ser capazes de responder rapidamente e oferecer um melhor serviço, sobretudo quando se trata de lançamento de produtos.

    • Flexibilidade em fabricação e cumprimento:

    As cadeias de suprimento devem poder se adaptar a diferentes combinações de produtos e demandas. Para conseguir isto, a fabricação deve ser realizada com menos especificidade de ativos, a fim de poder reduzir o inventário e o custo dos componentes, assim como aproveitar os desenhos modulares e as estratégias de adiamento.

    • Decisões de compra mais inteligentes:

    As cadeias de suprimento devem oferecer visibilidade dos gastos e racionalizar sua base de fornecedores e os processos de abastecimento e aquisição devem ser mais eficientes.

    Para compensar os fatores descritos anteriormente, as companhias de tecnologia devem ter uma visão integral do negócio e buscar clareza em conceitos como remunerações entre rentabilidade, velocidade de comercialização, flexibilidade e confiabilidade.

     

    Para conseguir isto é essencial definir e priorizar os objetivos; combinar modos de transporte para atingir uma maior rentabilidade no processo de envio; consolidar as operações em lugares estratégicos para reduzir a distância necessária para atender os pedidos regionais; adiar certos processos e complementá-los posteriormente com o fim de reduzir a volatilidade no inventário e no volume de envio; otimizar as rotas para diminuir os custos de transporte e de inventario e melhorar a velocidade de comercialização; e aumentar a visibilidade, isto é, fazer com que os dados estejam disponíveis para todos os envolvidos através de motores de inteligência que otimizem o inventário nos diferentes canais em tempo real.

    Principais desafios logísticos das companhias hightech

    A seguir apresentam-se os desafios logísticos mais frequentes que estas companhias enfrentam e algumas ideias para resolvê-los:

    Diminuição de rendimentos por unidade. No mercado de computadores, por exemplo, a redução contínua dos preços, demandada pelos clientes, impacta nos rendimentos por unidade dos fabricantes e varejistas. Uma maneira de resolver este desafio é a venda cruzada, que pode se beneficiar de um processo de kitting.

    Mudanças na demanda do consumidor. Esta flutuação está estreitamente relacionada com eventos econômicos, como as recessões. A capacidade que uma cadeia de suprimento tem de se expandir e diminuir segundo a demanda é essencial para enfrentar este tipo de desafios e conseguir rentabilidade. 

    Aumento da concorrência. As companhias que alguma vez foram somente fornecedoras de componentes agora estão desenvolvendo seus próprios produtos, o que as converte em parceiras e concorrentes.

    Este desafio pode ser enfrentado através de alianças comerciais nas que ambas as partes se vejam beneficiadas e estabeleçam modelos de rede ou de colaboração que permitam ciclos comerciais mais previsíveis.

    Aumento nos custos de algumas matérias primas — como ouro, prata, lítio e silício — o que impacta negativamente nas margens de lucro. Para enfrentar este desafio recomenda-se garantir os preços com contratos de derivados financeiros, como futuros ou opções. Além disso, alguns sistemas baseados em inteligência artificial e aprendizagem automática podem ajudar a prognosticar a demanda futura de mercadoria ao considerar fatores externos como tarifas, oferta, demanda global e panorama econômico e político.

    Atrasos no abastecimento e no transporte de componentes tecnológicos. A administração das cadeias de suprimento requer precisão, informação oportuna e fornecedores confiáveis. Até o menor atraso pode parar completamente a produção e o tempo de comercialização.

    Para resolver este desafio, as companhias devem trabalhar com todo seu ecossistema de fornecedores com o fim de agilizar a produção e distribuição das diferentes peças. Um sistema central que integre a administração do inventário e o seguimento de todos os atores pode ser de grande ajuda para agilizar gargalos e escassez de pedidos.

    Lançamento lento no mercado e redução dos ciclos de vida dos produtos, que diminuem a competitividade e não satisfazem as expectativas dos clientes. Diante deste desafio recomenda-se melhorar o time to market, sobretudo se trata-se de novos produtos.

    Além disso, conhecer a fundo o processo de investigação e desenvolvimento para adiantar-se às próximas inovações e garantir que os fornecedores cumpram os requisitos de matéria prima. Contar com um plano de gerenciamento de riscos pode ser de utilidade para conhecer que fatores podem afetar a cadeia de suprimento e de produção.

    Transporte ineficiente que afeta a distribuição e o inventário. O meio de transporte pode fazer a diferença quanto a rapidez e eficiência para cumprir os prazos de entrega de produtos tecnológicos. A programação inteligente contribuiu para acelerar a expansão para outros mercados, o tempo de comercialização e proporcionar uma melhor experiência ao cliente.

    Para superar este obstáculo é necessário otimizar a logística a fim de entregar a mercadoria no lugar e momento adequados. Um sistema de administração de transporte baseado em inteligência artificial e aprendizagem automática pode criar rotas eficientes, oferecer maior visibilidade e confiabilidade de entrega e poupar custos. Por outro lado, combinar múltiplos meios de transporte —como avião e ferrovia— torna possível que o transporte de produtos seja mais rápido.

    Falta de segurança que aumenta o roubo de tecnologia e de endereços IP. Tanto os produtos hightech são atraentes para os ladrões, quanto a identidade e a informação.

    Para frear esta situação, requer-se implementar medidas de segurança em toda a cadeia de suprimento, como contratar provedores altamente confiáveis e aproveitar a internet das coisas para dar seguimento aos produtos e sua manipulação. Também vale a pena implementar uma avaliação completa de riscos para evitar e mitigar qualquer carência.

    Outros aspectos logísticos que impactam a cadeia de suprimento da indústria hightech são a crescente demanda omnicanal, a competitividade, o conteúdo descarregável, a má qualidade das matérias primas, os novos regulamentos relacionados com a privacidade e a troca de dados, o desenvolvimento de companhias empreendedoras de tecnologias disruptivas, a complexidade no desenho dos produtos, as demandas sazonais e a necessidade de logística inversa para transportar os componentes ou produtos que precisem de conserto.

     

    Todos estes participantes devem estar conscientes dos desafios e obstáculos que poderiam afetar o abastecimento e a fabricação dos aparelhos em nível mundial, bem como de resolver com urgência os problemas de segurança que possam enfrentar. Um correto planejamento, uma visibilidade adequada e uma previsão precisa da demanda ajudam a conseguir um melhor time to market e a obter maiores lucros.

    Os desafios da logística de produtos de alto valor como os eletrônicos são numerosos. A Solistica oferece às companhias de alta tecnologia soluções integrais para reduzir o custo de seus serviços, proporcionar maior visibilidade nas entregas e acelerar o transporte de componentes e produtos terminados.

    Exemplo disso é que nos convertemos em aliados da empresa HP, fomos capazes de transferir nossa experiência para duas das regiões mais importantes e desafiantes, em termos de segurança, da América Latina.

    Esta operação teve resultados extraordinários. Durante anos, alcançamos uma impressionante cifra de zero incidentes de segurança, bem como um nível de serviço de 99%.

    Subscreva aqui!