Solistica ao dia

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria

Solistica ao dia

Fique por dentro dos acontecimentos mais recentes e inovações em nossa indústria

Solistica ao dia

Find out about the latest developments and innovations in our industry

11 fev 2019

IoT e sua aplicação em logística

Tendências logísticas
Compartilhar:

A Internet das Coisas (IoT) tem várias aplicações nos serviços logísticos oferecendo soluções que melhoram a produtividade da cadeia de abastecimento e, portanto, a competitividade da empresa.

A tecnologia revolucionou a maneira como vivemos, estudamos, nos divertimos e trabalhamos, por que não iria acontecer o mesmo nos negócios? Por exemplo, em logística, a introdução da IoT em tarefas e processos veio contribuir com um grande valor para a cadeia de abastecimento. 

Agora, com o uso da tecnologia, não apenas são detectados problemas e buscadas soluções para os processos de transporte, armazenamento e distribuição, como também se adianta a eles mediante a coleta constante de informação que permite prever tendências, padrões ou inconsistências em seus planejamentos.

Seu impacto nos processos logísticos

De fato, a digitalização da indústria do serviço logístico acelerou com a aplicação da IoT permitindo organizar, automatizar e controlar os processos a distância e desde qualquer dispositivo conectado à internet.

Por definição, uma cadeia de abastecimento eficiente se encarrega de entregar as mercadorias, do produtor ao cliente final, no tempo combinado e nas condições especificadas. Mediante o uso da tecnologia da IoT ao longo de todo este processo é possível dar um seguimento em tempo real a cada uma de suas fases, impulsionando a rapidez e a eficiência de processos automatizados que reduzem tempo e economizam custos para que o pessoal envolvido se dedique a oferecer valor à empresa. 

Desta maneira, tecnologias como sensores, leitores ou scanners, sistemas de armazenamento de informação na nuvem permitem a conexão das "coisas" (armazéns, veículos ou mercadorias) a internet para que o fabricante, o fornecedor logístico e até o cliente final saibam a todo momento o estado dos produtos, sua localização e o tempo de entrega estimado.

Alguns exemplos de IoT em logística incluem:

  • Armazém. Dispositivos que permitem o registro preciso de entrada e saída de mercadorias, sensores de volume e peso nas estantes para identificar se a mercadoria que está sendo colocada ali é a correspondente, controle de sensores climáticos para garantir o bom estado da mercadoria, sensores para detectar disponibilidade de espaço, óculos ou etiquetas inteligentes que permitem identificar a mercadoria e sua localização exata dentro da instalação.
  • Carga. Sensores de supervisão remota de condições como temperatura e humidade para garantir que o manejo da mercadoria aconteça de acordo com o cuidado que requeira, sensores de prevenção de danos e detecção de roubos, seguimento em tempo real de sua localização durante o translado.
  • Frota. Software de desenho da distribuição da carga nas unidades, rastreadores para localização exata das unidades, coleta de dados históricos sobre o percurso das unidades, sensores para identificação do estilo de condução dos operadores, controles de consumo de combustível e detecção de níveis de fluídos e de emissões contaminantes.
  • Rotas. Planejamento e monitoramento das melhores rotas detectando em tempo real as condições de tráfego mediante sistemas de satélite, e a ordem das entregas segundo regiões e horários de recebimento.
  • Serviço ao cliente. Garantia de pontualidade e recebimento tanto de insumos para empresas quanto de produtos terminados ao cliente final mediante dispositivos remotos de recebimento de entrega, rastreabilidade das mercadorias e atualização em tempo real da informação de entrega.

 

 

Benefícios para a indústria

Os benefícios da IoT em logística se refletem em economias de tempo e custos, eliminação de erros e satisfação do cliente. 

A IoT gera possibilidades infinitas; os sistemas de localização em tempo real (RTLA, por sua sigla em inglês) juntamente com os dispositivos móveis sem fio permitem uma visibilidade total das mercadorias ao longo de toda a cadeia de abastecimento, desde a saída do fornecedor até a entrega ao cliente, aumentando assim o valor oferecido. 

A eficiência alcançada ao integrar GPS, sensores inteligentes, aplicativos móveis e wearables otimiza o uso dos recursos, automatiza processos, garante um melhor controle de inventários instantaneamente, reduz as perdas por danos às mercadorias e melhora os tempos de entrega para oferecer maior produtividade e, portanto, rentabilidade às empresas.

Pelo anterior, ao integrar a Internet das Coisas aos processos logísticos, o processo das redes de distribuição é cada vez mais complexo, e as cadeias de abastecimento, mais demandantes. A competitividade das empresas produtoras e dos fornecedores logísticos depende, em certa medida, da rapidez na implementação desta tecnologia.

Sobre el autor pt-br
Solistica
Solistica

El contenido de esta publicación es brindado por el autor y no representa la posición de la empresa respecto al tema