Solistica ao dia

As decisões tomadas em logística acabam sendo fundamentais nos resultados comerciais das empresas pois afetam a capacidade de administrar mercadorias, cumprir compromissos comerciais, otimizar custos de distribuição, aumentar vendas, elevar a reputação da marca e dezenas de indicadores mais.

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria. Fique por dentro dos acontecimentos mais recentes e inovações em nossa indústria Find out about the latest developments and innovations in our industry.
    03 mai 2021

    Como tomar decisões logísticas acertadas

    Tudo sobre logística
    Compartilhar:

    As decisões tomadas em logística acabam sendo fundamentais nos resultados comerciais das empresas pois afetam a capacidade de administrar mercadorias, cumprir compromissos comerciais, otimizar custos de distribuição, aumentar vendas, elevar a reputação da marca e dezenas de indicadores mais.

    E precisamente por se tratar de decisões cruciais para o sucesso das empresas, não podem ser formuladas às presas. Devem ser feitas de maneira integrada e alinhada com as decisões comerciais, bem como com a vantagem competitiva que se queira oferecer (flexibilidade, preço, qualidade, etc.). Além disso, devem considerar o curto, médio e longo prazos.

     Portanto, um processo lógico de tomada de decisões é sempre o mais conveniente.

     O processo

     Para encontrar a escolha correta entre a variedade de opções disponíveis, é necessário executar um processo de comparação e análise dos resultados de cada opção, com base na informação disponível, para descartar as opções cujos resultados não são os que desejamos e encontrar aquela que ofereça os mais eficientes. Assim escolheremos com conhecimento das consequências dessa escolha.

     E hoje, para fazer esta análise, é imprescindível colocar o cliente no centro do problema e da solução, ou seja, fazer isso a partir de uma estratégia "customer centric", da perspectiva do cliente e não do mercado, das suas necessidades e expectativas, pois essa é a melhor forma de garantir a sua satisfação e fidelidade.

     As fases

    O processo de tomada de decisões logísticas pode ser visto em dois níveis: as decisões de produção (o que, onde e quanto produzir, quais fornecedores escolher, etc.) e as da logística local (transporte, armazenamento, controle de inventário).

    As fases do processo podem variar dependendo da finalidade do processo de tomada de decisões, no entanto, em termos gerais, é necessário passar por estas quatro:

    1. Definição

    Definir o problema, ou seja, definir a questão a ser resolvida da forma mais concreta possível, tem que ser o ponto de partida do processo de tomada de decisões.

    Em linhas gerais, o problema essencial a ser resolvido no setor logístico é como fazer os produtos chegarem ao cliente a tempo e em ótimas condições de qualidade.

    2. Coleta

    A próxima fase será obter toda a informação ao alcance sobre o problema definido e catalogá-la para ser mais rápido localizá-la quando necessário.

    Para que a informação suporte bem a tomada de decisões de todo o sistema, ela deve ser válida, clara, oportuna e estar sempre atualizada, pois, em momentos críticos, as demandas urgentes são somadas às demandas cotidianas.

     Um plus seria poder validar a informação através do contato com outros atores, criando mecanismos de troca que sirvam para ratificar, retificar ou descartar a informação

     3. Geração de opções

    Após coletar e analisar a informação que temos até este ponto, se propõem alternativas viáveis de solução.

     4. Seleção

    As possíveis soluções propostas devem ser comparadas entre si e, por fim, é escolhida a opção mais adequada. Essa escolha será o resultado de todo o processo.

     

    A chave para que o processo produza o melhor resultado será considerar todos os elementos envolvidos na questão a ser resolvida e na solução a ser aplicada em cada caso, bem como os 

    limites e necessidades das diferentes rotas de distribuição, por exemplo, ou soluções logísticas em geral.

    Do local ao global, considerar tudo

     

    As redes de abastecimento das empresas têm múltiplas origens e seus produtos irão para múltiplos destinos.

    De modo que, um erro comum a ser evitado, é tomar as decisões isoladamente, ou apenas olhando os problemas localmente, ou apenas considerando custos globais.

    Tudo se soma, de forma que, para conhecer realmente os custos logísticos, deve-se olhar para a rede completa, desde as importações de insumos, até a chamada "última milha" das entregas das nossas mercadorias. Analisar de maneira integral economiza custos. 

     

    O acompanhamento necessário

    Avaliar o resultado das decisões anteriores, permitirá tomar melhores decisões posteriormente.

    De modo que, assim que nossas decisões logísticas estejam em ação ou tenham sido executadas, devemos fazer um rastreamento constante dos resultados, um sistema de controle para a avaliação. Esta sucessão da informação também ajudará a evitar as decisões de forma isolada e de curto prazo.

    Afinal, decisões logísticas melhores permitirão que as empresas vivam e tenham sucesso no mercado por mais tempo.

    New call-to-action

     

    Sobre el autor pt-br
    Solistica
    Solistica

    El contenido de esta publicación es brindado por el autor y no representa la posición de la empresa respecto al tema

    Buscador

      Motor de busca

        Search

          Artículos Recientes

          Artigos Recentes

          Recent Articles

          Historias Recientes

          Histórias Recentes

          Recent Stories

          Suscríbete al Blog

          Inscreva-se no nosso blog

          Subscribe to the Blog

          Nueva llamada a la acción
          Panorama da indústria logística

          Assine aqui!