Transporte multimodal: um aliado-chave do comércio exterior

7 Novembro, 2022 Comércio exterior

Os desafios do comércio exterior estão se tornando cada vez mais complexos e a
pressão sobre as cadeias de suprimentos para otimizar rotas e prazos cada vez
maior.

O transporte multimodal é uma solução que combina dois ou mais meios de
transporte (aéreo, marítimo, fluvial, ferroviário ou rodoviário), nos quais as
mercadorias são movimentadas conforme necessário para as remessas
internacionais, sob um único contrato, e utilizando uma única unidade de transporte
(contêiner, caixa móvel, etc.), da origem ao destino final. Isto serve principalmente
para agilizar o transporte, coordenar melhor a logística e usar termos comerciais
padronizados.

Desta forma, os operadores de transporte são os responsáveis pela proteção e
entrega das mercadorias ao destino acordado, independentemente do meio de
transporte, portanto devem cumprir os padrões de segurança e certificações
internacionais para reduzir os riscos e garantir a segurança das mercadorias. 

Para isso, o transporte multimodal também requer uma infraestrutura particular para
os transbordos de carga, que pode não existir em alguns países: desde corredores
especiais, até tecnologias da informação para conectar dados de operadores, agentes
aduaneiros, autoridades, empresas e outros atores envolvidos no comércio exterior.

Recomenda-se que este tipo de transporte seja gerenciado por um operador
especializado que possa cobrir toda a cadeia logística e escolher os melhores meios
de transportes a serem utilizados, incluindo a criação da infraestrutura necessária. 

Vantagens e benefícios do transporte multimodal no comércio exterior

Entre os benefícios claros desta forma de transporte para as empresas importadoras
e exportadoras estão:
  • Transporte mais flexível, com mais opções de planejamento de inventário e despacho.
  • Menores custos operacionais de transporte e controle de mercadorias.
  • Ao utilizar o mesmo contêiner, os tempos de carga, descarga e manuseio são mais curtos em geral.
  • Melhor gestão logística, combinando as vantagens de cada meio de transporte.
  • Menos controles e inspeções, pois as unidades de carregamento são pré-seladas e os contêineres selados.
  • Melhor acompanhamento de mercadorias.
  • Menor risco de perda por roubo ou dano à mercadoria.
  • Permite oferecer preços mais competitivos.

Regulamentação do transporte multimodal

O transporte multimodal internacional é regulado pela Convenção da UNCTAD,
organismo que define as funções e responsabilidades tanto dos operadores de
transporte quanto dos expedidores.

Nela se estabelece que os operadores de transporte multimodal podem ser pessoas
físicas ou jurídicas, sejam companhias marítimas, operadores ferroviários ou de
agenciamento de carga especializados. Como a operação deve ser realizada sob um
único contrato, é o operador de transporte multimodal que emite o documento
unificado para todos os meios e modos de transporte utilizados, assumindo as
responsabilidades.

Documentação necessária

O contrato de transporte multimodal entre um expedidor e um operador deve cobrir
toda a cadeia logística e os diferentes modos de transporte utilizados, e seguir os
parâmetros padronizados da Federação Internacional das Associações de Agentes de
Carga (FIATA, por suas siglas em inglês), que elabora dois documentos para este fim,
dependendo se é utilizado o modo marítimo, o aéreo ou o terrestre:

O FIATA Negotiable Multimodal Transport Bill of Landing (FBL), ou Conhecimento
FIATA, ou Conhecimento de Embarque Multimodal Negociável, como uma forma
negociável quando um dos modos de transporte é o marítimo. E o Non-negotiable
FIATA Multimodal Transport Waybill (FWB), quando os modos de transporte são
aéreo ou terrestre/ferroviário.

As unidades no transporte multimodal

A unidade de transporte internacional multimodal mais comum são os contêineres, e
existem muitos tipos deles, embora nem todos sejam adequados para o transporte
multimodal.
Existe a chamada unidade de transporte intermodal (UTI), que é basicamente utilizada
em operações de modo terrestre, sejam contêineres, caixas móveis ou
semirreboques.

Vale mencionar que a União Europeia está a caminho de introduzir a "unidade
europeia de carga intermodal" (UECI), que combina as vantagens dos contêineres
(principalmente resistência e empilhabilidade) e as das caixas móveis (maior
capacidade).


Terminais multimodais

As UTIS são transferidas para um local equipado para transbordo e armazenamento
chamado terminal multimodal ou plataforma logística multimodal. 
As mais complexas têm várias áreas, desde as de logística geral ou de serviços, até
as especializadas e monofuncionais.

Aqui as mudanças de transporte podem ser feitas de rodoviário para ferroviário, de
rodoviário para marítimo, de rodoviário para aéreo e de ferroviário para marítimo,
enquanto as áreas de carregamento podem ser as das estações intermodais
ferroviárias, as de porto marítimo e as áreas de carga dos aeroportos. 

Trata-se, sem dúvida uma modalidade de transporte que acelerou muito o fluxo de
mercadorias internacionalmente e, portanto, continuará a ganhar terreno no comércio
global.

Um dos serviços de logística integral da Solistica é precisamente o multimodal a fim
de desenvolver soluções adequadas para cada etapa do fluxo das mercadorias e o
modo de transporte. 

Oferecemos uma ampla oferta de serviços de distribuição terrestre, serviço ferroviário
na América do Norte, relações com as principais companhias marítimas
internacionais, serviço de contêineres, carga e frete aéreo, integração da gestão
aduaneira e armazenagem, bem como visibilidade em toda a cadeia multimodal para
que nossos clientes possam monitorar a movimentação de suas mercadorias em
tempo real.

Junte-se à conversa!

Deixe seu comentário

Mais sobre Comércio exterior

Transporte multimodal: um aliado-chave do comércio exterior

O transporte multimodal está oferecendo grandes benefícios ao comércio internacional de mercadorias. Conheça essa e outras chaves dessa prática logística.

Integração da logística na região Ásia [Infográfico]

O aumento da confiança nos mercados asiáticos, o aumento no consumo de bens e os novos acordos comerciais provocaram maiores investimentos, sobretudo no sudeste deste continente, o que levou à expansão do setor logístico da região.

Tudo sobre Incoterms em logística [Infográfico]

Geralmente, quando acontece uma compra e venda internacional existem diferentes interpretações segundo as regras de cada país.

Publicações mais recentes

Transporte multimodal: um aliado-chave do comércio exterior

O transporte multimodal está oferecendo grandes benefícios ao comércio internacional de mercadorias. Conheça essa e outras chaves dessa prática logística.

Cross-docking, modernidade e velocidade para a cadeia de suprimentos: tecnologias e suas variantes

Os problemas de estoque no depósito podem ser eliminados e, ao mesmo tempo, aumentar a velocidade da cadeia de suprimentos? Sim, cross-docking e tecnologia de ponta podem fazer isso!

Treinamento em simulador para operadores de transporte

Simuladores rodoviários: uma nova e mais eficiente forma de treinar operadores de transporte de cargas pesadas. Saiba mais sobre eles!