Solistica ao dia

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria.

Solistica ao dia

Fique por dentro dos acontecimentos mais recentes e inovações em nossa indústria

Solistica ao dia

Find out about the latest developments and innovations in our industry

Solistica ao dia

Conoce algunos de nuestros casos de éxito y las soluciones que hemos desarrollado para nuestros clientes

Solistica ao dia

Conheça alguns de nossos casos de sucesso e as soluções que desenvolvemos para nossos clientes

Solistica ao dia

Get to know some of our successful stories and the solutions we have developed for our clients

Entérate de los más recientes acontecimientos e innovaciones en nuestra industria
    24 out 2019

    Soluções de otimização de armazéns

    Tendências de armazenamento e valor agregado
    Compartilhar:

    A otimização de armazéns consiste na aplicação de processos automatizados para poupar tempo, espaço e recursos, bem como reduzir erros, melhorar a flexibilidade, a comunicação, a administração e a experiência do cliente.

    Tecnologia e otimização de armazéns ao longo da história

    Desde os anos 80 a gestão de armazéns evoluiu a tal ponto que as companhias substituíram seus sistemas herdados por outros de próxima geração com funções que aumentam consideravelmente a produtividade, a precisão e a qualidade do serviço.

    No início, os sistemas de administração de armazéns (WMS, por suas siglas em inglês) baseavam-se na tecnologia de radiofrequência através de dispositivos portáteis com scanners integrados que capturavam e transmitiam informações a partir de códigos de barras. Embora na década dos 90 tenham surgido tecnologias como pick to light (PTL) e voice directed picking (VDP), foi há relativamente pouco tempo que se começou a implementar tecnologias que verdadeiramente contribuem para cumprir as demandas do comércio eletrônico e os curtos prazos de entrega.

     

    Tendências na otimização de armazéns

    Tecnologias como a automatização, a robótica, a inteligência artificial e a aprendizagem automática têm sido de grande ajuda para alcançar a verdadeira otimização nos armazéns. Ao integrar-se aos WMS, se agiliza toda a cadeia de suprimento e se oferece um maior controle no recebimento, no armazenamento, na coleta, no envio e na contagem de inventario e se obtêm dados que servem para as companhias tomarem melhores decisões.

    Atualmente na indústria logística existem essas seis tendências relacionadas com os sistemas de administração de armazéns e a otimização de processos:

    1. Sistemas que agregam capacidades e algoritmos de aprendizagem automática para detecção de interrupções na cadeia de suprimento
    2. Sistemas que permitem interpor pedidos urgentes
    3. Fornecedores de WMS que trabalham com seus fabricantes para oferecer opções de financiamento (aluguel de plataformas)
    4. WMS capazes de administrar melhor as devoluções
    5. Funções ampliadas que facilitam as implementações dos sistemas nas companhias, por exemplo, ferramentas de treinamento criadas pelo fornecedor
    6. Enfoque na interface de usuário que apresentem os dados em um formato mais lógico, por exemplo, a logística visual que envia informação sobre as atividades em forma de imagens através de dispositivos de radiofrequência com o que se garante a qualidade e a quantidade da cada produto, se conhece a localização e o conteúdo da cada caixa e se colocam etiquetas corretamente.

    Desafios que a otimização de armazéns enfrenta

    Apesar do desenvolvimento dessas plataformas, algumas companhias seguem enfrentando desafios em relação à otimização de armazéns:

    • Ao carecer de um sistema automatizado, não sabem que inventário têm nem contam com visibilidade real deste.
    • Seus processos de carga são lentos já que os coletores não têm uma visão precisa da localização do inventário.
    • Contam com sistemas de armazenamento ineficientes que aumentam a necessidade de espaço e pessoal em armazém.
    • Têm processos redundantes, como excesso de verificações físicas, que prejudicam a mercadoria e tornam as operações ineficientes.
    • Carecem de rotas de coleta de produtos que sejam eficientes.

    Para conseguir otimizar as operações de armazém precisa-se automatizar a manipulação dos materiais em tempo real e ter visibilidade de possíveis gargalos. Automatizar as operações permite que a coleta de dados seja realizada de maneira mais rápida e precisa. Otimização também significa melhorar o desenho do armazém para que as funções de armazenamento sejam mais produtivas e o espaço seja aproveitado o mais possível segundo o produto, as operações e os processos de valor agregado.

     

    Conselhos para otimizar um armazém de maneira eficaz

    A seguir, mostramos as melhores práticas para otimização de armazéns:

    Quanto ao acompanhamento de mercadoria:
    • Colete dados através de escâneres, códigos de barras e identificações por radiofrequência (RFID).
    • Aproveite o WMS para acompanhar a mercadoria em tempo real.
    • Aproveite a bin location para localizar produtos.
    • Não misture diferentes SKU em uma mesma localização.
    • Use investigações, padrões e dados históricos para prever a demanda.
    • Use um só número de acompanhamento.
    Quanto a logística de operações:
    • Implemente notificações de envio avançadas (ASN).
    • Estabeleça um processo de devolução que se integre ao WMS.
    • Implemente práticas de operações de depósito tipo lean warehouse.
    • Exija que seus transportadores programem horários para te entregar sua mercadoria.
    • Classifique seu inventario através de uma análise de prioridades ABC.
    • Crie uma estratégia de localização de produtos para reduzir o processo de coleta.
    • Aproveite o cross-docking todas as vezes que for possível.
    • Construa centros de distribuição multicanal.
    Quanto a segurança e administração de riscos:
    • Faça da segurança em seu armazém uma prioridade.
    • Forme um comitê de segurança e capacite seus empregados em práticas de segurança.
    • Tenha um plano de emergência diante de riscos.
    • Certifique-se de que só os operadores capacitados usem empilhadeiras e gruas.
    • Coloque em prática métodos de armazenamento que minimizem o risco de incêndio.
    • Certifique-se de que o equipamento de segurança seja utilizado.
    • Coloque avisos de segurança em lugares visíveis.
    • Peça a seu pessoal que documente as falhas.
    Quanto a fluxos de trabalho:
    • Busque que seus corredores estejam o mais desobstruídos possível.
    • Armazene os artigos mais solicitados perto da área de envio.
    • Calcule as necessidades de recursos e espaço em função da demanda esperada e das cargas atuais.
    • Maximize o espaço vertical.
    • Utilize um WMS para acompanhar a sequência de pedidos e organizar o fluxo de trabalho.
    • Implemente padrões operativos em todas as áreas funcionais para reduzir tempos.
    • Aproveite as aplicações
    Quanto a administração de inventário:
    • Monitore o inventário em toda a cadeia de suprimento.
    • Crie perfis de SKU segundo o impacto potencial deles nos custos.
    • Faça recontagens de coleta para aperfeiçoar o tempo de coleta.
    • Crie uma lista de estoque por localização.
    • Mantenha comunicação constante com seus fornecedores.
    • Utilize opções de acompanhamento fixo e móvel.
    • Reúna o inventario semelhante em uma mesma localização.

     

    A otimização de armazéns é vital para que uma companhia siga sendo competitiva, e isso pode ser conseguido adotando sistemas como o WMS e outras ferramentas tecnológicas baseadas na automatização. Um especialista como a Solistica pode ajudar a identificar áreas e processos que precisem ser otimizados.

    Sobre el autor pt-br
    Solistica
    Solistica

    El contenido de esta publicación es brindado por el autor y no representa la posición de la empresa respecto al tema

    Buscador

      Motor de busca

        Search

          Artículos Recientes

          Artigos Recentes

          Recent Articles

          Historias Recientes

          Histórias Recentes

          Recent Stories

          Suscríbete al Blog

          Inscreva-se no nosso blog

          Subscribe to the Blog

          New call-to-action
          Panorama da indústria logística

          Assine aqui!